Albert Uderzo, o cartunista francês criador de Asterix e Obélix, morre

Albert Uderzo. Foto do blog de (c) bd75011 Manuel F. Picaud

Hoje temos que lamentar o morte de Albert Uderzo, o cartunista e cartunista Francês. Esteve na sua casa do lado de fora Paris, aos Anos 92 e por um insuficiência cardíaca. Ele e o roteirista René Goscinny foram os criadores de um dos casais mais famosos e bem-sucedidos dos quadrinhos mundiais, os irredutíveis gauleses Asterix e Obelix.

Albert Uderzo

Nasceu em 1927 en Fismes, França Desenhador autodidata que gostaria de ser piloto, juntamente com René Goscinny criaram a série Asterix em 1959. Sua 37 volumes, e um patrimônio cultural de várias gerações. Apesar de últimas histórias eles já eram o trabalho do roteirista Jean Yves-Ferry e o cartunista Didier Conrado, seguiram mantendo o sucesso em todo o mundo com milhões de cópias vendidas.

Asterix e Obelix

O mais famoso e amado gaulês, euele mais lutadores e resistentes ao Império Romano de Júlio César, eles correram milhares de aventuras. Eles viajaram por todo o mundo antigo conhecido como Egito, Hispânia, Grécia, Bretanha, Bélgica, Helvécia, Córsega... Eles até chegaram Índia. Tem havido mil mistérios, perigos, resgates e batalhas contra alguns romanos que perdem toda a sua glória e força quando confrontados com eles. Porque aqueles gauleses são loucos e, além disso, eles têm um Poção mágica isso os torna invencíveis. Mas eles também são os melhores amigos, eles dariam qualquer coisa para eles próprios e não têm sem medo.

Visionários

Curioso e surpreendente ao mesmo tempo como um da maioria aventuras recentes, ambientado na Itália e publicado em 2017, acabou por ser um visionário do momento dramático Presente. Sobre Asterix na Itália, os protagonistas participam de um corrida de carruagem contra um oponente mascarado e cheat chamado Coronavírus, que mais tarde é descoberto como Júlio César. Claro, eles acabam ganhando.

Meu álbum

Não saberia escolher um porque há muitos de que gosto. Mas vou mencionar que Legionnaire Asterix, onde nossos heróis eles se aprontam na legião romana para resgatar Tragicomix, o noivo de Falbala, a sobrinha do patrão Curcix, por quem Obélix se apaixonou perdidamente.

Em filmes

E como tantas histórias não foram levadas ao cinema? Porque existem muitos filmes de animação e a série. Mas as versões em carne e osso também foram feitas com actores entre o melhor da interpretação francesa e europeia.

Nos primeiros dois, Asterix e Obelix contra César y Asterix e Obelix, missão Cleopatra, Astérix tinha a cara de Christian Clavier, conhecido como comediante. Na terceira, Asterix e Obelix nos jogos olímpicos, interpretou menos Clovis Cornillac. Y Obelix só poderia ter o rosto e, acima de tudo, a figura de Gerard depardieu. Igual que Júlio César teve aqueles de Alain Delon ou alemão João Gottfried. Ou entre atrizes, nomes como Monica belluci, Catherine Deneuve ou Laetitia Casta.

Fontes: El País, Hoy cinema


O conteúdo do artigo segue nossos princípios de ética editorial. Para relatar um erro, clique Clique aqui.

Seja o primeiro a comentar

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*

  1. Responsável pelos dados: Miguel Ángel Gatón
  2. Finalidade dos dados: Controle de SPAM, gerenciamento de comentários.
  3. Legitimação: Seu consentimento
  4. Comunicação de dados: Os dados não serão comunicados a terceiros, exceto por obrigação legal.
  5. Armazenamento de dados: banco de dados hospedado pela Occentus Networks (UE)
  6. Direitos: A qualquer momento você pode limitar, recuperar e excluir suas informações.