A boa sorte de Rosa Montero

Boa sorte

Boa sorte

Boa sorte é o romance mais recente do proeminente escritor espanhol Rosa Montero. Foi publicado pela editora Alfaguara, em 27 de agosto de 2020. O autor expressou-se em entrevista à revista Zenda que a história é sobre: ​​“... o medo de viver, e como aprender a perder esse medo para levar uma vida mais plena e intensa”.

A narrativa conta como em uma pequena cidade no sul da Espanha se cruzam as vidas dos protagonistas Pablo e Raluca. Ambos passaram por situações complexas e suas realidades são totalmente diferentes, mas de alguma forma vão se complementar, pois são trevas e luz. Com este livro, o escritor reflete sobre a vida, a felicidade e as consequências das feridas do passado.

Resumo Boa sorte (2020)

Folga Boa sorte...
Boa sorte...
Sem classificações

Pablo Hernando é arquiteto quem quer que ele vai de trem para uma conferência no Sul da Espanha. Perdido em pensamentos, ele reage a localize um sinal de "Vende-se" à distância, exibido na janela de um apartamento antigo voltado para os trilhos. De repente, decida descer com a intenção de comprar o dito apartamento. Naquela época, os motivos dessa decisão imprevista e desconcertante são desconhecidos.

Este apartamento está localizado em Pozonegro, uma cidade despejada com pouco mais de mil habitantes. Anteriormente, esta cidade gozava de prosperidade graças à indústria de mineração, embora não haja vestígios desses bons tempos. Embora a área não corresponda ao estilo de vida a que Pablo está acostumado, lá ele decide se refugiar, imerso em uma depressão profunda.

Pouco a pouco, o protagonista encontrará personagens interessantes em seu ambiente. Inicialmente para os inquilinos do edifício abandonado, entre os quais se destaca sua vizinha, Raluca. Essa mulher enigmática trará mudanças incríveis na vida daquele homem, que passará a valorizar aqueles aspectos que antes não importavam para ele. Ela será a luz que eu precisava em face de tal escuridão.

Análise de Boa sorte

estrutura

Boa sorte é um romance que o autor descreveu como: “… a suspense existencial sem homicídios e cheia de enigmas e mistérios ”. É ambientado em uma cidade fictícia chamada Pozonegro, e seu enredo é descrito por um narrador onisciente, em pouco mais de 300 páginas. O livro é organizado em capítulos curtos, em que a história flui de forma simples e clara.

Casal líder

Paulo Hernando

Ele é um arquiteto de 54 anos, um tanto perturbado, que é caracterizada pela sua formalidade e sigiloDevido a esse temperamento peculiar, suas amizades são poucas. Pablo atingiu um estágio onde questiona suas crenças, ações e decisões anteriores; o que talvez o tenha levado a dar uma guinada tão radical em sua existência.

Raluca Garcia Gonzalez

É um artista de Pozonegro, especializada em pintura de quadros de cavalos; ela é uma mulher de energia transbordante, com personalidade fresca e alegre e cheio de humanidade. Apesar de levar uma vida tranquila, ela é envolvida pelo mistério de seu passado obscuro, que ela escondeu muito bem; talvez porque muitos na cidade estejam em situação semelhante.

Outros personagens

Vários personagens secundários interagem na trama, que, como os protagonistas, são muito bem construídos. Entre estes Vários colegas de Pablo se destacam, como Regina, Lourdes e Lola, eles são os primeiros a se preocupar após seu desaparecimento. Além disso, seus companheiros German e Matías, que notificou a polícia após sua ausência na conferência em Málaga.

Por outro lado, estão os novos vizinhos do protagonista, que vivem em uma cidade que parece parada no tempo e onde predomina a hipocrisia. Estas pessoas eles escondem muitos enigmas, alguns insignificantes e talvez engraçados, mas muitos outros mais sérios e sombrios. Tudo cercado de problemas complexos, que não diferem da realidade atual.

Reflexão

O escritor criou um romance no qual tópicos como as boas e más ações dos seres humanos são abordados. O que mais, convida a fazer uma forte reflexão sobre as marcas que podem causar traumas na infância e as terríveis consequências que podem gerar.

Tudo isto do ponto de vista positivo, sempre apostando no sucesso do bem sobre o mal. Mude sua perspectiva e veja a vida com outros olhos, vire a página e confie na boa sorte.

Opiniões do romance

Boa sorte conseguiu cativar milhares de leitores; na web, 88% deles avaliam o romance positivamente. Suas mais de 2.400 avaliações na plataforma se destacam Amazônia, com uma média de 4,1 / 5. 45% desses usuários deram ao livro cinco estrelas e deixaram suas impressões após a leitura. Apenas 13% avaliaram o trabalho com 3 estrelas ou menos.

O escritor recebeu vários elogios com esta última edição, tanto nacional como internacionalmente. Embora desta vez ele tenha perdido um pouco de seu estilo peculiar, seu mistério interessante e inovador, combinado com seus personagens e temas intrépidos, cativou seus fãs.

Dados biográficos do autor

Rosa Montero

Fotografia © Patricia A. Llaneza

O jornalista e escritor Rosa Montero Ela é natural de Madrid, nasceu na quarta-feira, 3 de janeiro de 1951, e seus pais são Amalia Gayo e Pascual Montero. Apesar de ter vivido uma infância em um ambiente humilde, se destacou graças a sua inteligência e imaginação. Desde muito jovem ela foi uma amante da leitura, a prova disso é que com apenas 5 anos ele escreveu suas primeiras linhas narrativas.

Estudos profissionais

Em 1969, Ingressou na Universidade Complutense de Madrid para estudar psicologia. Um ano depois, ele começou a trabalhar para vários jornais espanhóis, incluindo: Quadro, Armação y Pueblo. Essa experiência de trabalho a fez desistir de seguir a carreira de psicóloga, então mudou de área e quatro anos depois formou-se jornalista pela Escola de Jornalismo de Madrid.

Carreira jornalística

Ele começou como colunista de um jornal espanhol El País, logo após sua fundação, em 1976. Lá ele fez vários artigos, o que lhe permitiu ocupar o cargo de editor-chefe por dois anos (1980 e 1981) do suplemento de domingo do jornal.

Ao longo de sua trajetória se especializou em entrevistas, uma zona em que se destaca pela originalidade e pelo estilo próprio. Para seu crédito mais de 2.000 conversas com figuras ilustres são contadas, tais como: Julio Cortázar, Indira Gandhi, Richard Nixon, entre outros. Existem muitas universidades espanholas e latinas que tomaram sua técnica de entrevista como um modelo a seguir.

Corrida literária

O escritor estreou com o romance Crônicas de desgosto (1979). Esta obra chocou a sociedade e a crítica literária da época, devido ao seu tema sobre a autonomia da mulher. Na atualidade tem a seu crédito 17 narrativas, 4 livros infantis e 2 histórias. Destaca-se entre seus textos: A filha do canibal (1997), com o qual ganhou o prêmio Primavera de novelas espanholas.

Romances de Rosa Montero

  • Crônica de desgosto (1979)
  • A função Delta (1981)
  • Eu vou te tratar como uma rainha (1983)
  • Amado mestre (1988)
  • Tremor (1990)
  • Linda e escura (1993)
  • A filha do canibal (1997)
  • O coração do tártaro (2001)
  • A louca da casa (2003)
  • História do Rei Transparente (2005)
  • Instruções para salvar o mundo (2008)
  • Lágrimas na chuva (2011)
  • A ideia ridícula de não te ver de novo (2013)
  • O peso do coração (2015)
  • Carne (2016)
  • Em tempos de ódio (2018)
  • Boa sorte (2020)

O conteúdo do artigo segue nossos princípios de Ética editorial. Para relatar um erro, clique Clique aqui.

Seja o primeiro a comentar

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

*

*

  1. Responsável pelos dados: Miguel Ángel Gatón
  2. Finalidade dos dados: Controle de SPAM, gerenciamento de comentários.
  3. Legitimação: Seu consentimento
  4. Comunicação de dados: Os dados não serão comunicados a terceiros, exceto por obrigação legal.
  5. Armazenamento de dados: banco de dados hospedado pela Occentus Networks (UE)
  6. Direitos: A qualquer momento você pode limitar, recuperar e excluir suas informações.

bool (verdadeiro)