Você sabia da existência de bolsas de criação literária?

Recentemente, li um artigo de opinião literária. Queria compartilhar com vocês, porque fui literalmente "xadrezado", trocadilho, quando soube que existem bancos que pagam "escritores" para escrever e terminar um livro. O artigo em questão o escreveu Alberto Olmos en "O confidencial", e você pode ler isso Clique aqui.

O pior de tudo é que, aparentemente, isso já existe há vários anos! E como ele diz com razão, quando te oferecem dinheiro antes de começar um livro e você tem que terminar, é um grande "aborrecimento" fazê-lo ... Onde está a arte de escrever um livro pelo hobby de fazê-lo? Onde está a criação literária por parte do escritor que deve dar o melhor de si para que seja vendida e apreciada pelos leitores?

Sim, é verdade que são muito poucos os escritores que ganham a vida apenas com este trabalho, e que os benefícios que um livro pode proporcionar com a sua venda, desde que funcione bem, rondam os 1.000 a 10.000 euros, muito longe do até 50.000 euros que é oferecido nessas bolsas (o valor varia de acordo com o banco ou entidade a que pertence), mas onde está o risco da criação literária? Além do mais, quando você começa um livro, você nem sabe se vai terminá-lo; no entanto, com esta bolsa você é obrigado a concluí-la. E, uma vez escrito, que prazer você obtém com esse livro se já foi pago por ele antes de fazê-lo? Quem lhe disse que este livro é bom e que você tem talento como escritor? O pior de tudo, e mais lógico por outro lado, é que o banco dá o dinheiro como bolsa de estudos, e se por algum motivo você não terminar o livro, deve devolver esse valor. Uma grande tarefa! Mais responsabilidade, menos credibilidade como escritor, menos criação literária e menos prazer artístico.

Se alguém enxergar vantagem nesse tipo de projeto criativo (e isso não é o dinheiro em si), diga-me, por favor.

Receber uma bolsa de criação literária não garante que seu livro será bom; Também não significa que você seja um escritor ou escritor talentoso; isso não significa, infelizmente, que a literatura ou a leitura sejam incentivadas entre os jovens. Vamos falar sério! Escrever é uma arte, não uma obrigação ou algo mecânico.


O conteúdo do artigo segue nossos princípios de Ética editorial. Para relatar um erro, clique Clique aqui.

Seja o primeiro a comentar

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*

  1. Responsável pelos dados: Miguel Ángel Gatón
  2. Finalidade dos dados: Controle de SPAM, gerenciamento de comentários.
  3. Legitimação: Seu consentimento
  4. Comunicação de dados: Os dados não serão comunicados a terceiros, exceto por obrigação legal.
  5. Armazenamento de dados: banco de dados hospedado pela Occentus Networks (UE)
  6. Direitos: A qualquer momento você pode limitar, recuperar e excluir suas informações.