Lolita de Nabokov. Frases do seu clássico para esta sexta-feira da Dolores.

Es Sexta-feira de Dolores. Primeira operação fora do feriado da Páscoa e onomástica das Dores que estamos no mundo, por mais que tenham insistido anos atrás para mudar a data para 15 de setembro. Para aqueles de nós da velha escola e com muitos lolas na família, continuamos a celebrá-lo hoje.

E meu presente para este primeiro dia de procissões e torrijas é uma revisão de Lolita, a mais literária e famosa escrita do escritor russo e nacionalizado americano Vladimir Nabokov. Lá vai um breve análise com uma seleção de frases.

em Lolita

Publicado pela primeira vez em 1955, Lolita é considerado por muitos críticos como um Obra-prima da literatura mundial contemporânea e um clássico moderno. Em sua época era rejeitado por quatro editoras, sendo listado como pornográfico. Foi A Imprensa Olímpica, uma pequena editora de Paris especializada em obras eróticas, que se atreveu a publicá-lo. Três anos depois, apareceu nos Estados Unidos.

Ele imediatamente levantou um poeira de escândalo, polêmica e polêmica, além de acusações de desafiar tabus e mostrar abertamente os desejos mais indizíveis e sombrios da sociedade. Sua popularidade se tornou ainda maior quando Stanley Kubrick levou ela ao cinema en 1962 com um script do próprio Nabokov. Eles estrelaram nele James Mason, Shelley Winters, Peter Sellers e Sue Lyon. Posteriormente surgiram mais versões, mas esta é a mais lembrada.

Portanto, temos um trabalho com diferentes prismas de leitura que vão desde a história romântica e erótica até o retrato de uma sociedade bastante autocomplacente. E, claro, nestes novos tempos de inquisição, censura literária, at e x's para gêneros gramaticais e tanto politicamente correto, eles já a colocaram no centro das atenções. A história da obsessão Humbert Humbert, uma professora de quarenta anos, para a muito jovem Lolita não deixa ninguém indiferente.

 Algumas de suas frases

  • Lolita, luz da minha vida, fogo das minhas entranhas. Meu pecado, minha alma. Lo-li-ta: a ponta da língua empreende uma viagem de três passos pelo palato até que repouse, no terceiro, na borda dos dentes. Era Lo, apenas Lo, pela manhã, quando ele estava com um metro e sessenta e oito sobre um pé calçado de meia. Era Lola quando ela estava usando as calças. Foi Dolly na escola. Era Dolores quando ela assinou. Mas em meus braços ela sempre foi Lolita.
  • Foi amor à primeira vista, à última vista, a qualquer vista.
  • E lá está ela, perdida entre todos, roendo um lápis, detestada pelos professores, com os olhos de todos os meninos fixos nos cabelos e no pescoço, minha Lolita.
  • A essa altura, eu estava em um estado de excitação que beirava a loucura; mas ao mesmo tempo ele tinha a astúcia de um louco.
  • Acho que tudo é questão de amor; quanto mais você ama uma memória, mais forte e estranha ela é.
  • Tudo pronto. Os nervos de prazer foram expostos. O mínimo de prazer seria o suficiente para libertar todo o paraíso.
  • De repente, estávamos loucamente, sem jeito, sem vergonha, terrivelmente apaixonados um pelo outro ...
  • Oh, Lolita, você é minha garota, assim como Virginia era de Poe e Beatriz era de Dante.
  • Olhei para ela e olhei para ela, e sabia com tanta certeza quanto que deveria morrer, que a amava mais do que qualquer coisa imaginada ou vista na terra.
  • Imagine-me: eu não posso existir se você não me imaginar.
  • Amamo-nos com um amor prematuro, com a violência que muitas vezes destrói a vida adulta.
  • Lá, na doca arenosa, a poucos metros de nossos anciãos, ficamos toda a manhã em um paroxismo petrificado, aproveitando cada bendita fenda aberta no espaço e no tempo; sua mão, meio escondida na areia, deslizava em minha direção, seus lindos dedos morenos se aproximavam cada vez mais, como nos sonhos;
  • Ela gritou com um súbito tom agudo em sua voz, sacudiu o corpo, se contorceu e jogou a cabeça para trás, e minha boca chorosa, senhores do júri, alcançou quase seu pescoço nu, enquanto eu sufocava seu peito esquerdo última batida de êxtase mais longa que um homem ou monstro já conheceu.

O conteúdo do artigo segue nossos princípios de ética editorial. Para relatar um erro, clique Clique aqui.

Seja o primeiro a comentar

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*

  1. Responsável pelos dados: Miguel Ángel Gatón
  2. Finalidade dos dados: Controle de SPAM, gerenciamento de comentários.
  3. Legitimação: Seu consentimento
  4. Comunicação de dados: Os dados não serão comunicados a terceiros, exceto por obrigação legal.
  5. Armazenamento de dados: banco de dados hospedado pela Occentus Networks (UE)
  6. Direitos: A qualquer momento você pode limitar, recuperar e excluir suas informações.