Livros paulo coelho

Paulo Coelho

Paulo Coelho

O caminho do arqueiro (2020) é o último livro de Paulo Coelho. Como muitos dos títulos anteriores do escritor brasileiro de best-sellers, é uma obra de leitura dinâmica e intenção reflexiva (auto-conclusiva). Da mesma forma, é uma publicação não isenta de críticas, situação recorrente na consagrada carreira literária do autor sul-americano.

As vozes contra a "fórmula do Coelho" apontam três características negativas do escritor paulista (se eles são justos ou relevantes, já parece uma questão completamente subjetiva). Primeiro, o uso de uma linguagem muito rudimentar. Em segundo lugar, uma - suposta - falta de profundidade de ideias. E, terceiro, ele é acusado de lidar com recursos estilísticos limitados.

O inquestionável: sua capacidade de cativar milhões de leitores

Provavelmente o aspecto mais irritante para os detratores de Paulo Coelho são seus impressionantes números editoriais e inúmeros prêmios coletados internacionalmente. Até o momento, ele ultrapassou 320 milhões de cópias comercializadas em mais de 170 países e traduzidas para 83 idiomas.

Da mesma forma, Coelho é o escritor com maior alcance nas redes sociais (acumula 29,5 e 15,5 milhões de seguidores apenas no Facebook e Twitter, respectivamente). Portanto, é temerário criticar um autor com tão óbvia facilidade para tocar as sensibilidades de seu gigantesco público. Não em vão, desde 2002 é membro da Academia Brasileira de Letras.

Alguns dos reconhecimentos mais importantes recebidos por Paulo Coelho

  • Cavaleiro das Artes e Letras da França (1996).
  • Medalha de ouro da Galiza (1999).
  • Desde 1998 que participa do Fórum Econômico Mundial, esta mesma organização concedeu-lhe o Prêmio cristal de 1999.
  • Cavaleiro da Ordem Nacional da Legião de Honra (França, 2000).
  • Ordem de Honra da Ucrânia (2004).
  • Ordem das Artes e Letras da França (2003).
  • Nomeado “mensageiro da paz” no concurso para o “diálogo intercultural” das Nações Unidas (2007).
  • Indicado em 2017 pela Fundação Albert Einstein como um dos 100 visionários mais relevantes do nosso tempo.

Síntese biográfica de Paulo Coelho

Paulo Coelho de Souza viu a luz pela primeira vez em 24 de agosto de 1947, no Rio de Janeiro. Ele estudou a escola primária na escola jesuíta San Ignacio em sua cidade natal. É filho de Pedro Queima Coelho de Souza e Lygia Araripe. Eles - seus pais - queriam que ele fosse engenheiro. Quando o jovem Paulo mostrou sua firme vocação literária, seu pai o encaminhou (até duas vezes) para um internato psiquiátrico.

Obviamente, o futuro escritor não tinha nenhuma doença mental como seu pai presumia. Porém, não foi a única ocasião em que Coelho foi preso, já que em 1972 foi sequestrado e torturado por capangas da ditadura Branco. Antes desse episódio, Paulo fez teatro, jornalismo, música (junto com Raúl Seixas), cursou direito e foi militante político.

Os livros mais conhecidos de Paulo Coelho

O peregrino de Compostela (1987)

Depois de trabalhar em uma gravadora, se casar duas vezes e morar em cidades como Londres ou Amsterdã, Coelho completou o Caminho de Santiago em 1986. Um ano depois, lançou seu primeiro livro, O peregrino de Compostela (originalmente batizado O diário de um mágico) Inicialmente, este título quase não foi vendido, embora após o sucesso de seus livros subsequentes tenha sido reeditado várias vezes.

O Alquimista (1988)

O Alquimista.

O Alquimista.

Você pode comprar o livro aqui: O Alquimista

O título de consagração de Paulo Coelho não recebeu muita atenção após o seu lançamento. Na verdade, o estrondo veio em 1990 com a publicação de Flange e o surgimento de uma editora com melhor estratégia publicitária (Rocco). Quem chamou a atenção da imprensa e levou a O Alquimista O peregrino de Compostela para o topo da classificação mais vendidos.

O argumento O Alquimista Baseia-se nos estudos de alquimia realizados pelo escritor brasileiro há pouco mais de uma década. A magnitude deste livro é tal que é considerado o livro mais vendido da história do Brasil. e - de acordo com Revista de Letras de Portugal- na língua portuguesa. Atualmente, detém o recorde de obra mais traduzida (80 idiomas) de um escritor vivo.

Nas margens do Rio Piedra, sentei-me e chorei (1994)

Este livro representou a consolidação da carreira de Coelho internacionalmente. Conta a história de Pilar, uma jovem universitária um pouco relutante com os estudos e com a vida. Mas, o encontro com um amigo de infância (agora transformado em um guia espiritual respeitado) é o início de uma viagem cativante e reveladora nos Pirenéus franceses.

A quinta montanha (1996)

O texto fala da marcha do profeta Elias desde sua partida de Israel (por ordem divina) através do deserto até a Quinta Montanha. Ao longo do caminho, uma série de acontecimentos despertam as dúvidas do protagonista em relação ao mundo supersticioso e repleto de conflitos religiosos que habita. No momento de pico, ele está cara a cara com o Criador.

Veronika decide morrer (1998)

Veronika decide morrer.

Veronika decide morrer.

Você pode comprar o livro aqui: Nenhum produto encontrado.

É o segundo livro da trilogia No sétimo dia, narra a redescoberta de uma nova razão de viver por sua protagonista, Veronika. Verdade seja dita, o título não poderia ser mais explícito. Sendo que o personagem principal toma a decisão de suicidar-se apesar de ter (e ter tido) tudo o que desejou na vida.

Onze minutos (2003)

Onze minutos.

Onze minutos.

Você pode comprar o livro aqui: Onze minutos

É um texto que investiga as causas "misteriosas" de certos eventos na vida das pessoas. Para isso, ele se concentra na trajetória de Maria, que deixa seu filho em uma cidade rural do Brasil com a ideia de construir um futuro melhor no Rio de Janeiro. Mas a jornada da protagonista a leva a Genebra (Suíça) em meio a uma espiral de sonhos desfeitos e prostituição.

O vencedor está sozinho (2008)

A história leva apenas 24 horas. O personagem principal do livro é Igor, um empresário russo de muito sucesso que tenta reconquistar o amor de sua vida, Ewa, sua ex-mulher. Conforme os eventos se desenrolam, o protagonista desesperado é mostrado para fazer literalmente qualquer coisa. No final das contas, o fascínio por se tornar uma celebridade sempre foi o menos relevante.

O espião (2016)

Na ocasião, Coelho investiga a história de Mata Hari, a lendária dupla espiã da Primeira Guerra Mundial. Especificamente, a narrativa descreve as viagens enigmáticas dessa mulher a lugares como Java ou Berlim, até seu julgamento (sem fortes evidências incriminatórias) em Paris.

Outros títulos de Paulo Coelho

Quase todos os títulos mencionados na lista a seguir (ordenados cronologicamente) foram premiados ou reconhecidos de alguma forma. Certamente, um artigo separado é necessário para revisar todos os livros de Paulo Coelho. Eles são mencionados abaixo:

  • Flange (1990).
  • Valquírias (1992).
  • maktub (1994).
  • Manual do Guerreiro da Luz (1997).
  • O Diabo e a Srta. Prym (2000).
  • O Zahir (2005).
  • A bruxa de portobello (2007).
  • Enquanto o rio flui (2008).
  • O caminho do arco (2009).
  • Histórias para pais, filhos e netos (2009).
  • Aleph (2011).
  • O manuscrito encontrado em Accra (2012).
  • Adultério (2014).
  • hippie (2018).
  • O caminho do arqueiro (2020).

O conteúdo do artigo segue nossos princípios de Ética editorial. Para relatar um erro, clique Clique aqui.

Um comentário deixe o seu

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

*

*

  1. Responsável pelos dados: Miguel Ángel Gatón
  2. Finalidade dos dados: Controle de SPAM, gerenciamento de comentários.
  3. Legitimação: Seu consentimento
  4. Comunicação de dados: Os dados não serão comunicados a terceiros, exceto por obrigação legal.
  5. Armazenamento de dados: banco de dados hospedado pela Occentus Networks (UE)
  6. Direitos: A qualquer momento você pode limitar, recuperar e excluir suas informações.

  1.   Gustavo Woltman dito

    Coelho é um autor que gera opiniões conflitantes ou sentimentos contraditórios, sem dúvida seus números impressionam, assim como seus detratores.
    -Gustavo Woltmann.

bool (verdadeiro)