Gervasio Posadas. “Eu amo personagens cheios de contrastes”

Fotografia: Site de (c) Gervasio Posadas

Gervásio Posadas tem um novo romance. O autor uruguaio publicou este mês O comerciante da morte, uma história ambientada em Monte Carlo entre as guerras e baseada em fatos reais, a segunda estrelada pelo jornalista José Ortega. Hoje nos conceda isso Entrevista onde ele nos conta um pouco de tudo. muito obrigado pelo seu tempo e gentileza.

Gervásio Posadas

Nasceu em 1962 em Uruguai e, antes de se dedicar à literatura, trabalhou em algumas das principais empresas da publicidade. Ele é roteirista e colabora em diferentes mídias, além de ser um blogueiro no Huffington Post. Ele também lidera o workshop de redação criativa online Eu quero escrever.com com a irmã dele Imagem de espaço reservado de Carmen Posadas.

Obras

Estreou com a novela O segredo do gaspacho, e continuou com Caviar de hoje, sardinhas de amanhã. Então eles vieram A vingança é doce e também não engorda y Mentalista de Hitler, a primeira aventura do jornalista José Ortega.

Entrevista com Gervasio Posadas

  • NOTÍCIAS DA LITERATURA: Você se lembra do primeiro livro que leu? E a primeira história que você escreveu?

GERVASIO POSADAS: O primeiro livro que li foi As aventuras de Guillermo. A primeira história tinha cinco ou seis anos, um banda desenhada sobre uma baleia e uma sardinha.

  • AL: Qual foi o primeiro livro que mais te impressionou e por quê?

GP: Acho que foi Eles vivempor Piers Paul Reed. Os meninos que ficaram feridos no avião eram do time de rúgbi da minha escola.

  • AL: Quem é seu escritor favorito? Você pode escolher mais de um e de todas as épocas.

GP: Acho que os escritores que mais gosto estão com Delibes e com Eduardo mendoza. Adoro ver como eles constroem uma história sem a necessidade de grandes palavras. Além disso, é claro, Gabriel Garcia Marquez por sua imaginação e Borges, por sua capacidade de ser acadêmico sem se cansar.

  • AL: Que personagem em um livro você gostaria de conhecer e criar?

GP: Cyrano de Bergerac. Amo os personagens cheios de contrastes.

  • AL: Alguma mania quando se trata de escrever ou ler?

GP: Eu leio em qualquer lugar e circunstância. A fim de escrever necessário tranqüilidade e boa música.

  • AL: Qual é o seu local e hora preferidos para o fazer?

GP: eu gosto muito escrever em hotéis ou albergues. São sites muito literários, cheios de histórias. Eu escrevi em pousadas monásticas e no salão de muitos hotéis. É a única exceção que faço à regra da tranquilidade que me imponho.

  • AL: Que escritor ou livro influenciou seu trabalho como autor?

GP: Além de Delibes e Mendoza, que já mencionei antes, gosto muito do Humor inglês de autores como Kingsley Amis, David Lodge ou Nick Hornby.

  • AL: Outros gêneros que você gosta?

GP: Gosto especialmente do romance literário e história, especialmente o século XX. Eu tenho estado muito nisso ultimamente Os europeus, por Orlando Figes.

  • AL: O que você está lendo agora? E escrever?

GP: acabei de terminar Coração de cachorro por Mikhail Bulgakov. Sou muito fã da literatura russa de todos os tempos, especialmente de Dostoiévski.

Quanto a escrever, não começo nada de novo até que meu velho romance seja lançado. O comerciante da morte já saiu em setembro e já Estou transformando algumas ideias.

  • AL: Como você acha que é o cenário editorial para tantos autores quantos existem ou querem publicar?

GP: é um mercado cada vez mais competitivo e concentrando-se em um número progressivamente menor de títulos.

Felizmente, plataformas de editoração eletrônica eles dão acesso a muitos novos escritores e permitem que os leitores descubram novas vozes.

  • AL: O momento de crise que estamos vivenciando está sendo difícil para você ou será capaz de guardar algo positivo para futuros romances?

GP: eu acho que é um pouco cedo para avaliar o impacto desta crise. Curiosamente, a maioria dos escritores que conheço se sente um tanto bloqueada nessa circunstância. A única coisa positiva que vejo no momento é que está nos ensinando a viver o dia a dia sem fazer planos.


O conteúdo do artigo segue nossos princípios de Ética editorial. Para relatar um erro, clique Clique aqui.

Seja o primeiro a comentar

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

*

*

  1. Responsável pelos dados: Miguel Ángel Gatón
  2. Finalidade dos dados: Controle de SPAM, gerenciamento de comentários.
  3. Legitimação: Seu consentimento
  4. Comunicação de dados: Os dados não serão comunicados a terceiros, exceto por obrigação legal.
  5. Armazenamento de dados: banco de dados hospedado pela Occentus Networks (UE)
  6. Direitos: A qualquer momento você pode limitar, recuperar e excluir suas informações.