A nova era dos cafés literários.

Novos cafés literários

Os cafés da livraria, herdeiros dos cafés literários onde se reuniram os intelectuais dos séculos passados.

Há apenas duas décadas o nostálgico lembrado com melancolia os cafés literários, aqueles onde os intelectuais se encontravam de cada geração. Esta tradição começou no século XNUMX na Europa e, com mais ou menos altos e baixos, continuou até meados do século XX: Café Gijón em Madrid, La Closerie de las Lilas em Paris, Condotti em Roma, Reggio em Nova York, Novelty em Salamanca ou Eagle and Child em Boston são apenas alguns exemplos desses lugares.

A sociedade mudou, as necessidades de um lugar para atender também e muitos desses cafés pararam de hospedar reuniões de escritores para se tornar reivindicações turísticas ou, o menos afortunado desaparecer. O S. XXI, em vez disso, trouxe-nos um novo formato de café-livraria, aberta a todos os públicos, onde o único requisito é o gosto pelos livros.

Como são os leitores de hoje?

Hoje, em plena era digital, atendemos um renascimento da paixão pela literatura, diante dos apaixonados por videogame ou redes sociais, posicionam-se os leitores habituais, que suspiram por um bom livro em papel, um lugar aconchegante, um café fumegante e romântico, a chuva atrás do vidro. Numa época em que todos conhecem Steve Jobs, Bill Gates ou Marc Zuckerberg, em que suas vidas são tema de filmes de Hollywood, muitos outros decidem dedicar seu tempo longe da tela, ao trabalho de mais escritores. Ou menos conhecidos, como uma forma de rebelião contra as novas tendências sociais e é possível que o literatura ser uma das poucas coisas capazes de combinar elitismo com acessibilidade, único bem de luxo que não é caro.  Ler tornou-se uma forma de resistir, de ir contra a maré E, como sempre quando isso acontece, o mercado atende as tendências emergentes que atingem um volume de negócios desejável.

 

Os cafés da livraria, a resposta à procura do prazer literário.

Se somarmos a isso a necessidade de as livrarias tradicionais competirem com a venda de livros pela Internet e com as grandes franquias das livrarias, os cafés das livrarias começam a proliferar com sucesso. São livrarias às quais se acrescenta café, chá, vinho e doces ou cafés, aos quais se acrescenta o bônus da biblioteca? Há de tudo, mas a origem não importa tanto quanto o destino: cada vez mais, esses lugares são os novos pontos de encontro entre autores e leitores ou entre leitores e livros.

Uma nova geração de leitores busca nos Cafés Librerías o reencontro com a paz do café no calor do lar, fugindo da vertigem.

Onde encontrá-los?

Eles surgem em bairros centrais nas grandes cidades, cheios de vida, pessoas e representam um oásis de paz, cheiros caseiros e estômago e espírito reconfortantes.

Encontramos a maioria desses lugares em Madri em Lavapiés, Malasaña, Centro, em Las Letras, Sol ou em Madrid de los Austrias: Swinton & Grant, La Infinito, Tipo Infames, La Fábrica, La Central ou La Ciudad Invisible são apenas alguns deles. Sobre Barcelona, Babelia em Sant Antoni, La Central em Eixample, Le Standard em Grácia ou Antinous em Ciutat Bella são apenas alguns exemplos. Este tipo de instalações abre seu caminho timidamente em outras cidades com menos população como Muez em Valência ou La Revoltosa em Gijón e tudo indica que nos próximos anos poderemos fazer um roteiro turístico por todo o país visitando as nossas Bibliotecas-Café ou Café-Bibliotecas porque neste caso «Tanto passeio, passeio tanto ... »


O conteúdo do artigo segue nossos princípios de Ética editorial. Para relatar um erro, clique Clique aqui.

Um comentário deixe o seu

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

*

*

  1. Responsável pelos dados: Miguel Ángel Gatón
  2. Finalidade dos dados: Controle de SPAM, gerenciamento de comentários.
  3. Legitimação: Seu consentimento
  4. Comunicação de dados: Os dados não serão comunicados a terceiros, exceto por obrigação legal.
  5. Armazenamento de dados: banco de dados hospedado pela Occentus Networks (UE)
  6. Direitos: A qualquer momento você pode limitar, recuperar e excluir suas informações.

  1.   Sergi dito

    Muez, em Valência, fechou há um ano ;-(

bool (verdadeiro)