Jornada nas Estrelas. Seleção de livros sobre a série original

Jornada nas Estrelas é série de ficção científica mais famosa não da história da televisão, mas de todos os tempos. Criado por Gene Roddenberry e com uma infinidade de versões e mais séries ao longo dos anos, o original segue sendo o mais icônico. E hoje e no dia seguinte 26 o aniversário de Seus protagonistas: William Shatner, que chega a 90 anos, e Leonard Nimoy, que morreu em 2015 e também teria atingido esse número. O capitão James Tibério Kirk e do Sr. SpockNo entanto, eles já serão imortais. Então, eu entro no modo trekkie e há um seleção de título —Das centenas que existem— de livros sobre eles e as séries. Vida longa e prosperidade.

Star Trek: a jornada de uma geração - Doc Pastor

Título publicado pela editora Dolmen, é do mais recente e se concentra principalmente no série original (emitido entre 1966 e 1969) e o 6 filmes da tripulação da nave estelar original Entreprise (filmado entre 1979 e 1991). Capturado por James T Kirk, essa tripulação é composta por seu primeiro oficial, o Vulcan Mr. Spock, o doutor Leonard Esqueleto McCoy, o oficial de comunicações Uhura, o oficial engenheiro engenheiro Scott e os oficiais Chekov e Sulu. Sete nomes que já transcenderam o gênero em todas as suas formas: televisão, literatura, quadrinhos ou cinema.

Este livro responde a algumas das mais perguntas básicas sobre ela desde o início até suas diferentes franquias que chegam até hoje. E tudo acompanhado de detalhes e declarações de muitos nomes que continuam a fazer parte dela.

Jornada nas Estrelas. A última fronteira - Carlos Díaz Maroto e Luis Alboreca

Muito compreensivo, ele também nos fala sobre ele origem da série, enquanto os autores examinam título por título cada episódio. Eles também comentam sobre a série animada, filmes ou filmes da equipe original, bem como discutem o grande fenômeno de fãs que gerou e continua a gerar, com as convenções ao longo dos anos ou o de merchandising por aí.

A Bíblia Trekkie - Ramón da Espanha, Jordi Sánchez, Sergi Sánchez e Antonio Trashorras

Foi publicado em 1995 e é um guia básico para não se perder na infinidade de aspectos que a série tem e inclui: desde os segredos do seu sucesso, que aumentou depois do fim da sua emissão, as suas personagens e momentos mais gloriosos, o seu salto para o cinema e as suas versões inesgotáveis ​​em qualquer formato.

Eu sou spock - Leonard Nimoy

Não podia faltar um autobiografia do ator que interpretou o personagem provavelmente mais icônico da série, aquele Sr. Spock que já o transcendeu. Foi publicado aqui em 2009 e é a tradução do original Eu sou spock 1995. Nimoy diz ao seu primeiros contatos com interpretação na infância dele e então se centraliza em Jornada nas Estrelas onde também foi diretor.

Também conta o que envolveu-o na criação de Spock e sua relação com ele, que se dá em diálogos. Desejado contador a visão que ele imprimiu em sua autobiografia anterior, que ele havia publicado 30 anos antes sob o título de Eu não sou Spock, onde havia deixado a impressão de que negado do personagem.

A física de Star Trek - Lawrence Krauss

Escrito em 1995 por Lawrence Krauss, cientista e doutor em Física Teórica, apresenta uma introdução do próprio Stephen Hawking. E refletir e questionar o possibilidades da ciência mostrado no universo Star Trek. Aí veio em 2012, com base na versão atualizada pelo autor em 2007.

Memórias de Star Trek - William Shatner e Chris Kreski

E para aqueles que são incentivados pelo inglês, estes não podem ser perdidos memórias de Willian Shatner, que também assina vários livros sobre o mundo Trekkie. O ator canadense, apesar de mais carreira na televisão em outras séries depois Jornada nas Estrelas, ele nunca vai deixar de ser o capitão Jim Kirk. E isso vai mais do que ativo nas redes sociais. Neste título, que saiu em 1993, ele nos fala sobre seu histórias e visão pessoal sobre as séries e filmes, dentro e fora da câmera.

Leonard: uma vida - William Shatner

Finalmente, se você é um trekkie pro, como não conseguir esse título, onde Shatner nos conta seu relacionamento profissional e pessoal com Leonard Nimoy. Ambos concordaram como atores no set da série O agente CIPOL (The Man from UNCLE), em 1964. Eles não imaginavam que dois anos depois se veriam em uma nova série interpretando os personagens principais que marcariam o resto de suas vidas. Ao mesmo tempo, essa relação profissional também se tornou um amizade pessoal isso duraria 50 anos.

De uma forma muito emocional, Shatner nos conta a história dessa amizade, com muitos anedotas e outros não sabem sobre suas vidas dentro e fora dos sets. E compor um daqueles homenagens que raramente ocorrem entre os atores.

Fonte: Memory Alpha Fandom


O conteúdo do artigo segue nossos princípios de Ética editorial. Para relatar um erro, clique Clique aqui.

Seja o primeiro a comentar

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

*

*

  1. Responsável pelos dados: Miguel Ángel Gatón
  2. Finalidade dos dados: Controle de SPAM, gerenciamento de comentários.
  3. Legitimação: Seu consentimento
  4. Comunicação de dados: Os dados não serão comunicados a terceiros, exceto por obrigação legal.
  5. Armazenamento de dados: banco de dados hospedado pela Occentus Networks (UE)
  6. Direitos: A qualquer momento você pode limitar, recuperar e excluir suas informações.

bool (verdadeiro)