Livros de Rosa Montero

Rosa Montero. Fotografia © Patricia A. Llaneza

"Rosa Montero Libros" é uma das buscas mais populares da web. Entre os resultados obtidos encontram-se os títulos mais destacados do escritor madrileno nas últimas 4 décadas. O autor estreou em 1979 com o romance Crônica de desgosto, uma obra que na época surpreendeu o meio literário espanhol. No entanto, o post que a glorificou foi Eu vou te tratar como uma rainha (1983), o livro que a colocou pela primeira vez na lista dos mais vendidos.

Montero tem uma carreira frutífera tanto na literatura quanto no jornalismo. Em sua trajetória no mundo das letras, publicou com sucesso 17 livros, 2 contos e 6 títulos infantis, com o qual ela foi premiada em várias ocasiões. Também se destacou na área jornalística, onde obteve prêmios como: World Interview Award (1978) e National Journalism Award (1981).

Breve biografia de Rosa Montero

Rosa María Montero Gayo nasceu em Madrid em 3 de janeiro de 1951, filha de Amalia Gayo e Pascual Montero. Desde cedo, Rosa demonstrou interesse pela leitura e conseguiu escrever suas primeiras ideias de forma bastante expressiva. Aos 18 anos ingressou na Universidade Complutense de Madrid com o objetivo de estudar psicologia na Faculdade de Filosofia e Letras., embora anos depois ele tenha decidido mudar de carreira.

De 1969 a 1972, fez quatro cursos de psicologia na mesma instituição, mas finalmente decidiu candidatar-se a uma licenciatura em Jornalismo na Escola Superior de Jornalismo de Madrid. Nesse mesmo ano, colaborou em diversos meios de comunicação, tais como: Pessoas, Irmão Lobo, Molduras e Possíveis. Ele culminou sua carreira em 1975 e de 1977 até hoje trabalha no jornal El País.

Corrida literária

Rosa Montero tem uma próspera carreira literária na qual publicou 17 romances —de 1979 até o presente—. Muitos desses trabalhos a tornaram digna de importantes prêmios, como:

Da mesma forma, o autor é destinatário de diversos prêmios internacionais, entre os quais se destacam:

  • Prêmio Círculo de Críticos do Chile (1998 e 1999)
  • Prêmio Roman Primeur de Gaint-Emilion França (2006)

A excelente caneta da dramaturga permitiu que ela fosse reconhecida na Espanha, apesar de ser um mercado predominantemente masculino. O sucesso de seus romances transcendeu nacional e internacionalmente, sendo traduzido para 20 idiomas e adaptado para teatro, curtas metragens e até ópera. Da mesma forma, sua obra é objeto de estudo em todo o mundo, publicando uma dezena de obras da autora e mais de 50 exemplares coletivos que contêm algumas análises sobre ela.

Romances de Rosa Monteros

  • Crônica de desgosto (1979)
  • A função Delta (1981)
  • Eu vou te tratar como uma rainha (1983)
  • Amado mestre (1988)
  • Tremor (1990)
  • Linda e escura (1993)
  • A filha do canibal (1997)
  • O coração do tártaro (2001)
  • A louca da casa (2003)
  • História do Rei Transparente (2005)
  • Instruções para salvar o mundo (2008)
  • Lágrimas na chuva (2011)
  • A ideia ridícula de não te ver de novo (2013)
  • O peso do coração (2015)
  • Carne (2016)
  • Em tempos de ódio (2018)
  • Boa sorte (2020)

Breve revisão de alguns livros de Rosa Montero

Crônicas de desgosto (1979)

É o primeiro romance da escritora Rosa Montero. A peça se passa na Espanha nos anos 80. O enredo mostra a posição de uma geração de mulheres que conquistou a tão esperada liberdade, mas ainda não sabia como lidar com ela de maneira adequada.  

Sinopse

A história é centrada em Ana, jornalista de um jornal de renome e que atravessa momentos difíceis. Depois de se separar de Juan, com quem conviveu por 3 anos, é obrigada a criar seu filho sozinha em meio a compromissos de trabalho extremamente exigentes.

O romance mostra um embate sociocultural complicado: os atrasos da era de Franco e a modernização dos novos tempos. É uma trama para refletir - nas entrelinhas repletas de sensibilidade - sobre temas, situações e preconceitos que ainda hoje, no século XXI, atingem muitas mulheres.

Folga Crônica de desgosto ...
Crônica de desgosto ...
Sem classificações

A filha do canibal (1997)

É uma das obras mais reconhecidas do escritor espanhol, um romance que aborda o mistério de um desaparecimento. O enredo se passa na Espanha no final do século XX. Desde a sua publicação, tem sido um sucesso de vendas, inclusive, merecendo o Prêmio da Primavera por um romance espanhol no mesmo ano. Em 2003, foi adaptado para um filme de Antonio Serrano e estrelado por Cecilia Roth. Além disso, Gina Monge subiu ao palco com a peça "Localize-se".

Sinopse

A trama começa com a apresentação de um casal residente em Madri, formado pela escritora Lucía Romero e Ramón Iruña, fiscal. Embora estejam juntos há 10 anos, não é o amor que os identifica; na verdade, pode-se dizer que estão unidos pelo costume. Apesar disso, O casal decide tirar alguns dias e visitar Viena no final do ano, mas algo acontece um pouco antes de embarcar: Ramón desaparece sem qualquer explicação.

Depois de revistar todo o aeroporto, Lucía, nervosa, decide ir para o apartamento deles e, como não obtém resposta, é obrigada a denunciar o desaparecimento à polícia. O corpo de detetive realiza a investigação, mas ao mesmo tempo o escritor também procura por pistas. Para isso, a mulher conta com a ajuda do vizinho Félix - um anarquista veterano - e de Adrián - um jovem inexperiente.

Quando o processo de rastreamento pesado começa, Lúcia percebe que está vivendo uma mentira que a está consumindo. Já mais clara com a realidade, ela vai ganhando confiança em si mesma e também resolve indagar sobre o verdadeiro motivo da vida.

Folga A filha do Canibal ...
A filha do Canibal ...
Sem classificações

História do Rei Transparente (2005)

É o décimo livro publicado por Rosa Montero. É um romance histórico que se passa na Europa dos séculos XII e XIII. A trama levantada pelo escritor tem grande força e está destinada a se tornar um clássico literário. A excelência do trabalho conferiu-lhe notoriedade junto de académicos e leitores, o que lhe permitiu conquistar prestigiosos prémios, tais como:

  • Prêmio What to Read 2005 de melhor romance espanhol
  • Prêmio Mandarache 2007

Sinopse

La História do Rei Transparente conta o drama de uma jovem de quinze anos chamada Leola, que vive humildemente em terras submersas na guerra e dominado por homens médios. Um dia, ela toma uma decisão que mudará sua vida para sempre: arrancar a armadura de um soldado morto e usá-la para passar despercebida.

A partir daí começa a odisséia, que é narrada na primeira pessoa pela própria Leola e que se passa em vários cenários importantes da Idade Média. No decorrer da história surgirão personagens incríveis com os quais o adolescente viverá grandes aventuras, entre eles "Nyneve" -uma suposta bruxa-, que se tornará sua companheira de armas. Em meio às vivências na França, a protagonista se depara com o enigma do Rei Transparente, que se revela nas linhas finais da obra.

Folga História do Rei ...
História do Rei ...
Sem classificações

O conteúdo do artigo segue nossos princípios de Ética editorial. Para relatar um erro, clique Clique aqui.

Seja o primeiro a comentar

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

*

*

  1. Responsável pelos dados: Miguel Ángel Gatón
  2. Finalidade dos dados: Controle de SPAM, gerenciamento de comentários.
  3. Legitimação: Seu consentimento
  4. Comunicação de dados: Os dados não serão comunicados a terceiros, exceto por obrigação legal.
  5. Armazenamento de dados: banco de dados hospedado pela Occentus Networks (UE)
  6. Direitos: A qualquer momento você pode limitar, recuperar e excluir suas informações.

bool (verdadeiro)