Eu te odeio como nunca quis ninguém

Publicado em 2015, Eu te odeio como nunca quis ninguém É o primeiro livro de poesia de Luis Ramiro, compositor e cantor espanhol. Embora o cantor e compositor madrilenho tenha dedicado a sua vida à música, como escritor conseguiu encontrar uma colecção de poemas sobre as vicissitudes do amor. Desta forma, apresenta ao público fora do palco musical uma obra lírica, mais próxima da letra.

Nesse sentido - embora o autor posteriormente tenha publicado outros livros, o último em 2018 - esta estreia poética teve a melhor recepção. Portanto, este artigo apresenta uma abordagem à proposta literária de Luís Ramiro e, assim, saber o que cativa seus leitores. Sobre este último, muitos de seus poemas coletam o que a maioria das pessoas experimenta no campo do amor.

Sobre o autor, Luis Ramiro

Vida e musica

Luis Vicente Ramiro é o primeiro nome deste compositor nascido em Madrid, Espanha, a 23 de abril de 1976. Desde cedo demonstrou interesse artístico, conseguindo, para além de ser contrabaixo, compor formalmente aos 23 anos. Em consequência, Sua perseverança valeu a pena em 2007, quando assinou com a Sony MBG para produzir seu primeiro álbum intitulado Punido no paraíso.

Desde então, já lançou 7 álbuns, alguns dos quais receberam importantes prêmios e elogios. Do mesmo modo, nos seus concertos tem tido colaborações brilhantes como as de Luís Eduardo Aute ou Pedro Guerra, entre outros. Do mesmo modo, a cantora apontou para Joaquín Sabina, Bob Dylan ou os Beatles, entre suas maiores influências.

literatura

Desde sua primeira publicação literária em 2015, Ramiro assinou mais cinco títulos. Por outro lado, o estilo do artista madrileno mostra que ele apagou as fronteiras entre a música e a poesia. Para tanto, aproveitou o fato de o primeiro o acompanhar desde jovem e agora transformou suas letras em poemas escritos, que se caracterizam por uma abordagem bastante intimista.

Da mesma forma, o cantor e compositor espanhol percorreu um caminho literário em que a imagem geradora de sua poesia é sua vida amorosa. Portanto, seus poemas abordam um dos grandes temas da humanidade, o amor, mas com sua marca biográfica. Ou seja, Ramiro não tem dificuldade em colocar a própria vida como matéria-prima para a criação artística.

presente

Hoje, Luís Ramiro é um personagem muito ativo nas redes sociais, onde partilha a sua poesia e a música dele. Além disso, tem oferecido seu canto em plataformas digitais e tem mantido uma presença marcante no meio artístico. Assim, visitando sua conta no Facebook, por exemplo, o público pode conhecer seus projetos musicais e literários.

Análise de Eu te odeio como nunca quis ninguém

Estilo

Neste livro de poesia o leitor encontrará uma mistura estilística que vai de micro-poemas a sonetos. Avançar, há um propósito lírico distinto por versos entrelaçados que parecem um breve relato de experiência pessoal com uma mensagem direta. Consequentemente, a poesia de Luís Ramiro não é monolítica, pelo contrário, é um estilo muito versátil e até experimental.

Agora, a abordagem literária do espanhol parece focar no conteúdo poético, mas a verdade é que formas e linguagem são decisivas. Pois para o poeta ibérico as variantes expressivas do sentimento permitem-lhe tentar obter diferentes efeitos no leitor. Por essas razões, o estilo poético misto é uma característica inerente a esta coleção de poemas.

Tema

Eu te odeio como nunca quis ninguém engloba uma grande dinâmica de amor e desgosto abordada de diferentes pontos de vista. Por um lado, ao qualificar o amor como vitalidade e fatalidade, a configuração do livro adquire um espaço de certa necessidade expressiva. Por outro lado, pode-se entender que os versos mais dolorosos, por exemplo, declaram uma espécie de busca inacabada.

Um humor não tradicional

Para os argumentos apresentados no parágrafo anterior, é incongruente afirmar que a maneira como Ramiro explora o amor e a falta de amor é justamente tradicional. Na verdade, suas letras são um convite a mergulhar em uma inevitável experiência humana que não condena o outro em particular.

Portanto, o (aparente) propósito do autor é abordar o tratado sobre o amor e suas desventuras a partir de suas experiências. Claro, em nenhum caso ele pretende estabelecer seus pensamentos como uma verdade absoluta, porque a transitoriedade do amor também é um fato muito comum.

estrutura

A estrutura da coleção de poemas inclui mais de cem poemas; alguns deles se tornaram populares e são amplamente aceitos. Um deles é o poema “Quando tudo se encaixa", Construído por frases como:" Mulheres malucas como você me deixa sã / você causa um tsunami nos meus quadris ". "E então, quando a batalha acaba, / eu observo sua verdade sem maquiagem, / e então o amor explode."

Entre os poemas de maior destaque, vale destacar “A mulher dos meus sonhos”: “Ela nunca foi a mulher dos meus sonhos. / Foi algo melhor: / A mulher dos meus despertares ”. Nesse caso, observe a distorção que a ideia apresenta no primeiro versículo ao ler o segundo e o resultado do último. Consequentemente, ocorre com uma força condensada de emoção que o poeta quer sensibilizar e declarar naquilo em que acredita.

Poesia como música

Na aposta poética de Luís Vicente Ramiro, Há um aspecto que o torna bastante particular e atraente para o público. É sobre essa dupla possibilidade interpretativa de seus poemas, porque o autor transformou alguns deles em música (com resultados muito bons). Na verdade, Ramiro consegue desdobrar a obra literária em obra musical com uma naturalidade surpreendente, digna de elogios.

Este último, além de incluir a declamação do poeta, confere ao produto literário um caráter polivalente verdadeiramente interessante. Provavelmente, nem todo público ou crítica está acostumada a esse tipo de atuação poético. Mas, sem dúvida, sua autenticidade transmite aquele frescor essencial para se distinguir entre outros compositores líricos.


O conteúdo do artigo segue nossos princípios de Ética editorial. Para relatar um erro, clique Clique aqui.

Seja o primeiro a comentar

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

*

*

  1. Responsável pelos dados: Miguel Ángel Gatón
  2. Finalidade dos dados: Controle de SPAM, gerenciamento de comentários.
  3. Legitimação: Seu consentimento
  4. Comunicação de dados: Os dados não serão comunicados a terceiros, exceto por obrigação legal.
  5. Armazenamento de dados: banco de dados hospedado pela Occentus Networks (UE)
  6. Direitos: A qualquer momento você pode limitar, recuperar e excluir suas informações.